Registo de Cliente
Recuperar password
NOT�CIAS
Pequenos apontamentos sobre o Azulejo em Portugal
A tradição da Azulejaria em Portugal vem desde há muitos séculos e percorre muitos estilos e linguagens abrangendo todos os tempos enchendo de cor e beleza qualquer espaço onde foram implantados.

A sua utilização é comum a muitos
outros países desde a Espanha ao Irão passando
pela Turquia e até pela Holanda.

No nosso País são conhecidas, desde o Séc. XVI
as primeiras utilizações como revestimento
das paredes onde foram utilizados azulejos
hispano-mouriscos importados de Sevilha
por volta de 1503.

O Terramoto que destruiu Lisboa
em 1755 e obrigou à reconstrução da cidade
tendo então sido utilizado um novo tipo
de azulejo ficou conhecido como pombalino.
Na segunda metade do Século XIX o azulejo
foi influenciado pelo Romantismo, para em pleno
Século XX assumir um gosto historicista,
que visava enaltecer figuras e episódios
relevantes da identidade nacional.

Na década de 1950 as paredes das estações
do Metropolitano de Lisboa, foram cobertas
com composições de azulejo numa linguagem fundamentalmente abstracta, Finalmente em 1988, a recuperação da parte oriental
da cidade de Lisboa, a propósito da EXPO 98, permitiu
confirmar a persistência portuguesa pelo gosto
por monumentais revestimentos cerâmicos.

E foram alguns dos temas usados na Azulejaria
em Portugal ao longo dos séculos que Belas Ideias
recolheu para, em breve síntese,
transformar em bordado e decorar
peças utilitárias de uso diário.

 

#5
Edição
Impressa
Preço € 4.90
www.tuttireveditorial.com © 2019 - Propriedade e todos os direitos reservados
Design & Power By Magnetic Pixel, Lda.